13/02/2010

Educação: Notícia Velha Nº 001

 Serra faz troca no secretariado

"O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), confirmou ontem a demissão do secretário de Comunicação, Hubert Alquéres. Assumirá o cargo o subsecretário de Gestão Estratégica da Casa Civil, Bruno Caetano. Ainda ontem Hubert despachou na secretaria. 'Já há algum tempo ele tinha manifestado desejo de permanecer somente na Imesp (imprensa oficial). Eu que insisti que ficasse nas duas funções. Mas depois me convenci de que não era o caso', afirmou Serra.

Alquéres é o terceiro secretário a deixar o governo Serra. A primeira deserção foi em julho com a saída da então secretária de Educação Maria Lúcia Vasconcelos. Ela alegou motivos pessoais, mas, nos bastidores, a conversa era de que Serra estaria descontente com o desempenho da auxiliar.

No mês seguinte, José Aristodemo Pinotti pediu para se desligar da recém-criada Secretaria de Ensino Superior. Eleito deputado pelo DEM, Pinotti largou a Câmara para integrar a equipe de Serra, mas sofreu desgastes desde o início do governo. O pior deles foi a briga de forças com as universidades devido a um decreto de Serra que, segundo os reitores, acabava com a autonomia do setor.

INVESTIGAÇÕES

A mudança teria sido decidida no fim da noite de anteontem. Alquéres é alvo de seis investigações no Ministério Público Estadual, a mais recente delas publicada pelo Estado no dia 10. A promotoria investiga contratos entre uma empresa da qual Alquéres é sócio e a Secretaria de Estado da Educação.

Segundo o Ministério Publico, a investigação está sendo conduzida pela promotora Andréa Chiaratti e ainda não há conclusões. A empresa da qual Alquéres é sócio, o Instituto Japi, ganhou três pregões em 2005 e 2006 para oferecer cursos de formação de professores da rede estadual de ensino. A secretaria havia empenhado R$ 607.308,58 para contratos com valor total de R$ 224 mil. Procurada pela reportagem, a secretaria informou que R$ 382 mil foram anulados, depois do empenho.

Alquéres é engenheiro civil, sempre atuou na área de educação e os problemas seriam causados pelo fato de ele não ter experiência na área de comunicação. O ex-secretário chegou a pedir demissão ao governador perto do dia em que a reportagem do Estado foi publicada, mas Serra teria aconselhado que ele ficasse para que a mudança não fosse associada à denúncia. Alquéres continuará na presidência da Imprensa Oficial do Estado de São Paulo.

Ontem, por e-mail, o ex-secretário disse que solicitou o desligamento da pasta 'por razões estritamente pessoais'. 'Tive três conversas com o governador José Serra - a primeira delas há mais de um mês - e, apesar dos pedidos para que eu reconsiderasse a decisão, estava claro para mim que este era o melhor caminho a ser seguido', afirmou."

Fonte - http://www.observatoriodaimprensa.com.br/artigos.asp?cod=452ASP014