25/06/2009

15 mil professores perderão o "cargo" em 2011

25/06/2009
Vinícius Segallado

Agora
.
Os professores temporários da rede estadual que foram contratados depois de 1º de junho de 2007 terão que deixar seus "cargos" no fim de 2011 (caso não consigam aprovação em concurso público).
.
Isso ocorre porque foi aprovado anteontem, na Assembleia Legislativa, um projeto de lei que prevê o tempo máximo de dois anos de trabalho para docentes temporários contratados a partir de junho de 2007.

De acordo com a Secretaria de Estado da Educação, porém, o prazo de dois anos para esses temporários só vai começar a contar a partir do momento em que os profissionais fizerem um prova de avaliação de desempenho, o que está previsto para acontecer até o final deste ano.
.
O Agora apurou que são cerca de 15 mil professores na rede que estão nessa condição.
.
Após o fim do contrato, o professor temporário será obrigado a passar por um período de "quarentena" de 200 dias para se tornar apto novamente a concorrer a uma nova vaga na rede pública.
.
Pacote da EducaçãoAs mudanças nas regras de contratação dos temporários fazem parte de um pacote criado pelo governo para tentar melhorar a qualidade do ensino público no Estado.